Rolim de Moura,
24°C

Geral
ESTUPRO – Advogado é preso em flagrante em motel com menina menor de 13 anos em Cacoal

Gregório Max Caceres Rodrigues
Publicado 30/03/2019
Atualizado 06/05/2019
A A

Um advogado da cidade de Cacoal foi preso em flagrante na data de ontem, sexta-feira, 29, dentro um quarto de um motel.

Segundo as informações, uma denúncia anônima levou a equipe da polícia a uma investigação minuciosa e dar início ao acompanhamento da menor, de apenas 13 anos de idade.

As investigações se deram ainda na quinta-feira, 28, e na noite de ontem, sexta-feira, o flagrante foi consumado, onde foi preso o advogado de 46 anos, que estava apenas de cueca e camisa de manga na companhia da menor.

Após o flagrante, o advogado recebeu voz de prisão e em seguida encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil juntamente com a menor para apresentação ao delegado de plantão.

Na delegacia, a menor confessou que há vários dias, o advogado estaria lhe assediando, e que na data supracitada, aceitou se encontrar com o suspeito.

A menor ainda conta que ao chegar no quarto do motel, o advogado tirou a sua roupa e começou a chupar os seus seios, logo em seguida colocou um travesseiro no chão e a obrigou a fazer sexo oral nele, sendo que neste momento o advogado começou a tirar várias fotos e filmar a ação sexual.

Em ato contínuo, o advogado tentou fazer sexo oral na menor, porém ela negou, então o suspeito a puxou pelos cabelos com violência e tampou a sua boca para a mesma não gritar e chamar a atenção dos responsáveis pelo motel. O ato do sexo oral na menor não foi consumado.

A vítima ainda confessou que o ato sexual carnal/sexo vaginal foi consumado.

No hospital foi feito o exame na menor e no suspeito, onde a menor continha até mesmo vestígios de sangue; os exames foram atestados como positivo, onde o estupro foi consumado.

Segundo a menor, uma outra menina, maior de idade, quem estaria aliciando as meninas menores para o advogado, e que esta menina também já teria mantido relações sexuais com o suspeito.

A menina maior de idade foi quem passou o contato telefônico da menor para o advogado.

Os aparelhos celulares do advogado, da menor e da outra maior de idade foram apreendidos e passarão por uma perícia minuciosa no objetivo de identificar os fatos relatados.

Fonte: Rolim Notícias

Aos leitores, ler com atenção

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

Mais em Geral

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.